Recursos Estratégicos Nº 1

Já vai longe a época em que a água poderia ser considerada como um recurso abundante e barato. Quase todos os recursos hídricos de fácil acesso já foram explorados, e o progresso pesa cada vez mais sobre o meio ambiente, comprometendo o ecossistema aquático que sofre os efeitos de poluição.
Fábio Martón, professor da UFMG, ao falar sobre a luta pela preservação dos recursos naturais, lembra a frase do comandante da Apolo VIII Frank Borman, à época da conquista espacial, ao olhar a terra e referir-se a ela como “um oásis de vida na solidão do espaço”. Cada um de nós precisa fazer alguma coisa ao seu alcance para proteger este planeta.
E proteger a terra é, sobre tudo, cuidar de seu mais importante recurso, a água.
A água está relacionada com a origem da vida no planeta, sendo sua base física e química. A vida surgiu no mar, há cerca de 3,8 bilhões de anos. No início, eram formas simples de vida, como as bactérias. Com o tempo, elas evoluíram e deram origem cada vez mais complexa, até chegar ao ser humano. Mas a dependência com relação à água continua. Cerca de 60% do nosso corpo é constituído de água. Podemos sobreviver vários dias sem comida, mas muito poucos sem água.
A água utilizável pelos homens corresponde a uma ínfima parcela do total.
Oceanos e mares respondem por 97,20% da água existente. Dos 2,80% restante, que correspondem a água doce, 2,15% referem-se as geleiras e calotas polares, principalmente na Antártica e na Groelândia.
Mesmo que fosse liberar esta água, sua utilização não seria viável, pois isto significaria a elevação do nível do mar em até 90 metros, inundando cidades e áreas cultivadas em todos os continentes. Resta, então, 0,65% de água doce, sendo que 0,31% constitui-se de águas subterrâneas situadas em profundidades nas crostas terrestres inacessíveis a nossa tecnologia. Temos finalmente apenas 0,34% de água existente no planeta como água aproveitável distribuída pelos rios, riachos, lagos e aquíferos subterrâneos acessíveis.
Como se vê, no “Planeta Água” a água que precisamos não é um recurso assim tão abundante.
A situação é tal que alguns analistas preveem que a água possa ser a causa de uma próxima guerra no Oriente Médio.

“Oásis de vida na

Solidão do espaço,

A terra tem apenas

0,65% de água doce dos

quais 0,31% em profundidade

e o resto mal distribuído

pela superfície”